• O Poder Da Escolha Certa

    O Poder Da Escolha Certa

    O BLOG DA MULHER DE DEUS

  • Descrição do blog

    Clique aqui e

    ENTENDA A VISÃO

  • Veja meu Perfil

    Meu Perfil

    Click e veja o meu perfil.

  • Pastor André Luiz

    Pastor André Luiz

    Click na foto e veja o Ministro da Cura.

  • O tempo de cantar chegou

    Porque o tempo de chorar acabou

    Pois a alegria do SENHOR é a nossa força.

  • Passe o Mouse

    Click na foto

    Uma homenagem a você.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

QUALIDADES DE QUEM TEM BOM CARÁTER




Qualidades do Caráter Exemplificadas em Romanos, 12:9-21.

Devemos meditar nesta lista, se quisermos que o seu impacto nos atinja e reflita naqueles que nos cerca.

9. O amor tem de ser genuíno (ou sincero, sem hipocrisia). Os crentes têm o mandamento de aborrecer o mal constantemente e a se apegarem constantemente ao bem.  

10. Devem se devotar uns aos outros com amor fraternal e devem se exceder uns aos outros na demonstração do respeito recíproco.

11. Não devem ser indolentes. Devem ser fervorosos (incandescentes), literalmente, fervendo, no espírito. Devem servir continuamente ao Senhor.

12. Os crentes devem se regozijar na esperança, isto é, em tudo o que Deus tem prometido fazer por eles em Cristo. Devem suportar as aflições e estar sempre em oração.

13. Devem suprir as necessidades dos santos (companheiros crentes) e seguir ou buscar a hospitalidade.

14. Os crentes devem abençoar seus perseguidores e deixar (parar) de amaldiçoá-los.

15. Devem se regozijar com os que se regozijam e chorar com os que estão tristes. Sentir alegria genuína com o sucesso de outrem é sinal de verdadeira maturidade espiritual.

16. Os crentes devem viver em harmonia entre si. Em vez de lutar na consecução de coisas que estão altas demais para eles, devem se acomodar às maneiras simples, deixando de ser convencidos.

17. Não devem retribuir o mal com o mal. Antes, devem se preocupar com o que é moralmente bom diante de todos os homens.

18. Até onde for possível, (no que depender de si) os cristãos devem viver em paz com todos os homens.

19. Os crentes não devem procurar a vingança, mas devem dar oportunidade à ira de Deus para operar os seus propósitos. A vingança e a recompensa pertencem a Deus.

20. Os crentes devem tratar os inimigos que se encontram em dificuldades, como tratariam os outros em circunstâncias semelhantes. Alimentando-os e tirando-lhes da sede; os crentes amontoam brasas vivas sobre as cabeças deles. 
Essa figura parece querer dizer que o inimigo corará de vergonha ou remorso diante de tão inesperada delicadeza.

21. A última qualidade de caráter mencionada em Romanos 12, mostra que a vida cristã é como se fosse uma competição – Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. 

terça-feira, 28 de agosto de 2018

O CÉU NÃO É A SALVAÇÃO!



Ledo engano quem pensa que o céu é a salvação...para chegar lá, é necessária a conquista da salvação aqui nesse plano; lá, entram os salvos....

... se nós confessarmos com nossa boca que Jesus é Senhor, e crermos em nosso coração que Deus ressuscitou Cristo de dentre os mortos, nós seremos salvos (Romanos 10.9).                                                                                                                                                                  
Tem que ser algo dentro de nós, vivos e conscientes; tem que ser uma verdade, e a evidência dessa verdade será nossa atitude a partir deste momento (Tiago 2.18)

Quando você entende o sacrifício que Cristo fez, e entrega sua vida a Ele, todos os pecados que você cometeu antes, são perdoados (Romanos 4.7-8).                                       
Quando entendemos o que Cristo fez, e que foram os nossos pecados que O levaram para a cruz (Isaías 53.5), vamos parar de viver pecando!

Todo ser humano é um pecador (1João 1.10). A diferença agora é que não vamos mais VIVER no pecado, não somos mais escravos do pecado.                                                                                                      
Por isso temos que cuidar para que as nossas atitudes sejam corretas, mas se errarmos outra vez, podemos confessar esse erro diante de Deus e abandonar esse pecado (1João 1.9).                                                                                                                      
 Porém, porque eu posso errar, pecar, pedir perdão e ser perdoado, não significa   que devo relaxar, baixar a guarda e continuar pecando deliberadamente. Não! Se pensamos assim, significa que não há arrependimento, e, onde não há arrependimento, não há perdão! (Atos 2.38).                                                                             
O arrependimento tem que ser genuíno, não um remorso, mudança de  direção!                                                                                                                                                    
 Você estava fazendo algo errado, entendeu que aquilo é errado, e seguiu por outro caminho.

Quando nós aceitamos a Cristo, como nosso Senhor e Salvador, o Espírito Santo passa     a habitar dentro de nós (1Coríntios 6.19), e é através do Espírito Santo que nós seremos convencidos do pecado, da justiça e do juízo de Deus (João 16.8).       
                   
E cuidar para manter essa salvação, com uma conduta de santificação cotidianamente, para o fortalecimento da fé nessa caminhada, sabendo que, alguém que foi retirado da água, se afogando, se cair lá outra vez, se afogará de novo...

.
.